Home » Uncategorized

Category Archives: Uncategorized

Advertisements

Jecripe é notícia no EArena Games

Notícia veiculada pelo site EArena Games.

Fonte: http://www.earenagames.com.br/noticiasinterna.php?id=5532

Título brasileiro para crianças com Síndrome de Down ganha versão em inglês.

 

Um dos principais pólos de pesquisa sobre jogos eletrônicos do país, o UFF Media Lab, coordenado pelo Prof. Dr. Esteban Clua, acaba de anunciar que traduziu o seu título “Jecripe” para o inglês norteamericano.

O título foi produzido com incentivo da Secretaria de Estado de Cultura, e inovou ao ser feito voltado às crianças com Síndrome de Down em idade pré-escolar.

“Jecripe” – idealizado por André Brandão e supervisionado por Esteban Clua – não só presta um grande serviço á sociedade como foi reconhecido pelo Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, edição 2011.

 

Advertisements

Flávio Soares, pai do Logan, comenta sobre o Jecripe em Podcast

Podcast Cultural NOT -10 – A Vida com Flávio Soares:

Entre os minutos 27 e 29, Flávio Soares, pai do Logan, faz comentário emocionante sobre o Jecripe.

Jogo desenvolvido por estudantes da UFF para crianças com Síndrome de Down vence o Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro

“Desenvolvido por alunos da Universidade Federal Fluminense (UFF) e vencedor do Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, o Jogo de Estímulo a Crianças com Síndrome de Down em Idade Pré-Escolar (Jecripe), foi criado com o objetivo de auxiliar a terapia de crianças com Down, especialmente, entre três e sete anos de idade.”

Matéria divulgada pelo Sensibiliza UFF. Mais informações em: Jogo desenvolvido por estudantes da UFF para crianças com Síndrome de Down vence o Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro

Artigo do Jecripe no SBGames 2010

O IX Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital ocorreu entre os dias 8 e 10 de novembro de 2010, em Florianópolis. O Jecripe esteve presente com um artigo que relatou a experiência da Inspeção Semiótica no jogo. O artigo pode ser acessado no IEEExplore Semiotic Inspection of a Game for Children with Down Syndrome.

Projeto Jecripe recebe Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro

Matéria no jornal O Fluminense do dia 5 de julho de 2011 apresentou a notícia do Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, categoria Novas Mídias. Algumas pequenas correções: O projeto não é da UFF, ele foi desenvolvido nas instalações da UFF por alunos de graduação e pós-graduação da mesma universidade, além de outros profissionais envolvidos. O projeto foi patrocinado pela Secretaria de CULTURA do Estado do Rio de Janeiro. O nome de uma das casas é Casa das BOLHAS. O nome do professor é Esteban CLUA.

A matéria está disponível em http://jornal.ofluminense.com.br/editorias/cidades/projeto-da-uff-recebe-o-premio-estadual-de-cultura

Estudantes da UFF criam um game com base histórica e outro para crianças com Síndrome de Down

Matéria publicada no jornal O Globo, no dia 19 de abril de 2010. Disponível em http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2010/04/19/estudantes-da-uff-criam-um-game-com-base-historica-outro-para-criancas-com-sindrome-de-down-916375964.asp. Abaixo, o trecho da matéria referente ao Jecripe.
———————————-
“Jecripe” nasceu da observação de André Brandão do trabalho de sua mãe, a fonoaudióloga Silvia Brandão, com crianças portadoras de Síndrome de Down.

– Ele, na verdade, serve para todas as crianças em fase pré-escolar – diz André. – Mas seu maior foco é nas portadoras da síndrome.

O game se passa numa ilha bem colorida, que tem inicialmente três ambientes (mas já está com novos prédios prontos para futuras expansões). No primeiro deles, a criança deve aprender a mexer com o mouse e pegar coisas com ele num quarto de brinquedos. Depois, treina os cliques fazendo bolhas virtuais de sabão e assinalando os brinquedos que aparecem dentro delas.

– Em seguida, a criança deve acompanhar o herói do jogo, o Betinho (um menino com Síndrome de Down), em músicas e danças – diz André. – Essa fase pode ser assistida por um especialista.

Na última parte, o jogador aprende o processo de arrastar-e-soltar do PC, pegando e entregando a um bebê os objetos que ele pede. Num vídeo feito pelos estudantes, uma criança de 5 anos portadora da síndrome joga o game, com todos os sinais de que está se divertindo.

Momento da entrega do Prêmio de Cultura – Categoria Novas Mídias

O momento da entrega do Prêmio de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, categoria Novas Mídias, foi marcado pela emoção dos membros da equipe que desenvolveu o Jecripe. O destaque foi a participação da fonoaudióloga Silvia Brandão, que realizou a gravação do vídeo a seguir. Silvia também é mãe do André Brandão, coordenador do Projeto Jecripe.

%d bloggers like this: